CORONAVÍRUS

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias e intestinais em humanos e animais, sendo que a maioria das infecções por Coronavírus em humanos são causadas por espécies de baixa patogenicidade, levando ao desenvolvimento de sintomas do resfriado comum, no entanto, podem eventualmente levar a infecções graves em grupos de risco, idosos e crianças.

O período de incubação é de 5 dias, com intervalo que pode chegar a 12 dias.

A transmissibilidade dos pacientes infectados por SARS-CoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do novo Coronavírus (2019-nCoV) sugerem que a transmissão possa ocorrer, mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de gotículas expelidas do nariz e da boca quando uma pessoa infectada tosse, espirra ou fala, mesmo quando ela apresenta sintomas leves ou não se sentem doentes, essas gotículas podem ficar depositadas em objetos ou superfícies por horas, e outras pessoas podem adquirir o vírus ao tocar nesses objetos contaminados e depois tocar nos olhos, nariz ou boca, podem se infectar também ao respirar diretamente gotículas de uma pessoa infectada.

O Hospital Santo Expedito já está preparado para atender todos os casos suspeitos e/ou confirmados, conforme protocolo elaborado pelo SCIH (Serviço de Controle de Infecção Hospitalar) baseado nos Manuais do Ministério da Saúde, toda equipe que presta a assistência à saúde já foi treinada.

Orientamos que as pessoas só procurem o pronto socorro em caso de emergência. Conforme definições do Ministério da Saúde seguem abaixo definições importantes: 

Caso Suspeito

  • Situação 1: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

OU

  • Situação 2: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de contato próximo de caso suspeito para o Coronavírus (2019-nCoV), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

OU

  • Situação 3: Febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E contato próximo de caso confirmado de Coronavírus (2019-nCoV) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

Quando usar uma máscara?

Use máscara, se estiver tossindo ou espirrando para evitar transmitir vírus para outra pessoa. Para pessoas saudáveis, use SOMENTE se você estiver cuidando de uma pessoa suspeita de infecção por Coronavírus.

Vamos ter a consciência que os profissionais de saúde precisam das máscaras para atender todos os pacientes suspeitos e infelizmente hoje já estamos com muita dificuldade de comprar, pois estão usando erroneamente.

Recomendações:

  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel;
  • Cubra com papel o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
  • Evite aglomerações se estiver doente;
  • Mantenha os ambientes bem ventilados;
  • Não compartilhe objetos pessoais.

Lembre-se: Caso se enquadre em alguma das situações acima descritas, procure o Hospital Santo Expedito.